Andebol 1: SL Benfica foi ao Dragão vencer FC Porto Vitalis

PUB

O SL Benfica quebrou esta noite um ‘enguiço’ com 23 anos e venceu o FC Porto Vitalis por 23-25, em jogo da 14.ª jornada do Andebol 1, virando um resultado que lhe era desfavorável ao intervalo (10-12). Com este triunfo, o SL Benfica assumiu o comando da classificação, com 38 pontos, mais um que o Sporting e mais dois que ABC/UMinho e Águas Santas. O FC Porto é quinto, com 34 pts., mas menos um jogo (com a AA Avanca).

O FC Porto Vitalis entrou bem (2-0) na partida que marcou a estreia no Andebol 1 do pivô cubano da formação portista, Alex Hernandez Borges. No banco ficaram ainda que por pouco tempo, Wilson Davyes e Tiago Rocha que, aos 5 minutos, passou a actuar nas acções de ataque. Na ponta esquerda o FC Porto começou por utilizar o jovem Hugo Santos enquanto do lado direito actuava Ricardo Moreira que protagonizava excelente duelo com Dario Andrade. Na baliza, Hugo Laurentino mostrava-se em bom plano e foi peça importante para o FC Porto passar aos 12 minutos a vencer por 5-3. Do lado do SL Benfica, Cláudio Pedroso era quem mais remava contra a maré. Dario Andrade, em contra ataque empatou aos 14 m. (5-5). O primeiro golo de Wilson Davyes ditou a primeira vantagem de três golos (8-5) do FC Porto e também o primeiro ‘time-out’ do SL Benfica. Ellledy Semedo entrou para reduzir a desvantagem dos encarnados. Na zona dos seis metros, a luta era intensa em ambas as áreas. À entrada dos cinco minutos finais Hugo Rosário volta a colocar o FC Porto com três golos de vantagem (10-7), numa altura em que Jorge Rito chamou Tiago Pereira e adiantou claramente a sua defesa. Gilberto Duarte ampliou para 11-7, quatro golos que o FC Porto não conseguiu manter até ao intervalo que chegou com o FC Porto Vitalis a vencer por 12-10, depois do SL Benfica ter aproveitado dois erros do ataque do FC Porto.

SL BENFICA ENTRA MUITO BEM NO SEGUNDO TEMPO

Como habitualmente, Obradovic trocou de guarda-redes para o segundo tempo, enquanto Jorge Rito manteve Tiago Pereira a comandar o ataque benfiquista, fazendo entrar Carneiro nas acções defensivas. Não foram necessários mais de três minutos para o Benfica empatar (12-12) e passar mesmo para a frente (12-13), após um remate em apoio de Carlos Carneiro. Ljubomir Obradovic pediu quase de imediato um time-out. A defesa adiantada do SL Benfica colocava especiais dificuldades ao FC Porto que se viu a perder por três golos à passagem do minuto 43 (14-17), depois de permitir um parcial de 2-7 em 13 minutos.

O jogo manteve o elevado nível competitivo com o FC Porto a nunca deixar o adversário ampliar a vantagem para mais de dois ou três golos. À entrada dos 10 minutos finais, Hugo Santos empatou a partida (20-20). A perder por 20-21 Obradovic faz regressar Hugo Laurentino à baliza portista, numa altura em que do lado do SL Benfica já era Elledy Semedo a brilhar, deixando um pouco mais na penumbra Cláudio Pedroso. As duas equipas entraram nos cinco minutos finais separadas por dois golos, com vantagem para o SL Benfica, com António Areia a cavar um fosso ainda maior (21-24). Cláudio Pedroso, a menos de dois minutos do final, sentenciou a partida (22-25) que terminaria com a vitória do SL Benfica por 23-25.

SPORTING GOLEOU EM AVANCA

Em Avanc a, o Sporting confirmou o favoritismo e venceu claramente a Artística de Avanca. Ao intervalo a vantagem dos leões já era muito confortável (12-18) mas uma branca dos homens de Avanca permitiu ao Sporting alargar a vantagem para 20 golos (13-33). O resultado final (17-34) diz quase tudo sobre o decorrer do jogo.

Patrocinadores