Portugal perde com a Eslovénia e falha qualificação para o Europeu de Sub20 masculinos

PUB

O público respondeu ao apelo e Portugal teve bastante apoio vindo das bancadas do Pavilhão Multiusos de Fafe. No sete inicial de Portugal, alinharam Luís Frade, Rui Ferreira, Miguel Martins, Alexandre Cavalcanti, André Gomes, Francisco Tavares e, na baliza, Gustavo Capdeville; o primeiro golo da partida foi marcado por Luís Frade e Gustavo Capdeville adiou, enquanto foi possível, o empate da Eslovénia – que marcou o primeiro golo já com seis minutos de jogo. Portugal voltou a marcar, por Alexandre Cavalcanti e Rui Ferreira e, aos dez minutos, Portugal ganhava por 3-2. Miguel Martins fez o 4-2 e o técnico esloveno pediu o primeiro “time-out” do jogo, aos 12 minutos. Miguel Martins, aos 14 minutos, não desperdiçou o sete metros e fez o 5-2; na resposta, foi a vez da Eslovénia aproveitar o sete metros, reduzir para 5-3 e ficar a jogar em superioridade numérica, por exclusão de Luís Frade. Bem na recuperação da bola, os Sub20 de Portugal somaram mais dois golos (7-3), mas depois permitiram um parcial de 3-0 esloveno, que deixou a Eslovénia a perder pela diferença mínima (7-6). A trave da baliza eslovena travou a intenção de Miguel Martins, na marcação de um sete metros e, na jogada seguinte, foi a vez de Gustavo Capdeville brilhar na baliza portuguesa, ao defender um livre de sete metros. A quatro minutos do intervalo, a Eslovénia conseguiu chegar ao empate (7-7). Muito equilibrado, o jogo foi para intervalo com um empate no marcador, 9-9.

O jogo recomeçou com a mesma intensidade e com Portugal em inferioridade numérica – Ruben Ribeiro foi excluído a dez segundos do intervalo – e a Eslovénia entrou a marcar. Francisco Tavares repôs a igualdade (10-10). Depois, com dois golos seguidos, a formação nacional voltou a sair na frente (12-10). Aos 37 minutos, os lusos aumentaram a vantagem para três golos (14-11). A Eslovénia conseguiu dar a volta ao marcador (14-15 aos 43 minutos) e estava, pela primeira vez, em vantagem, numa altura em que Portugal demonstrava dificuldades ofensivas. Miguel Martins fez o 15-15, mas os eslovenos voltaram a ser mais eficazes e a ganhar vantagem (15-17 aos 48 m´), o que levou Luís Monteiro a pedir um “time-out”, a 11 minutos do fim. Aos 22 minutos, Portugal ficou a jogar em superioridade numérica, mas manteve-se a diferença de dois golos (18-20). A cinco minutos do fim, Diogo Oliveira reduziu para 19-20; a Eslovénia voltou a marcar (19-22) aos 27 minutos o técnico português pediu o último “time-out”. Portugal ainda reduziu para 21-23, mas já não conseguiu evitar a derrota.

“Eu acho que nos faltou eficácia”, começou por dizer Luís Monteiro, numa breve leitura do jogo. “Foi um jogo típico duma fase final de uma grande competição de selecções, mas que, infelizmente, foi disputado no apuramento”, lamentou. “Na primeira parte as duas equipas equilibraram-se bastante, mas revelaram alguma dificuldade de finalização, acusaram a carga psicológica do jogo. Tivémos sempre muito bem na defesa, mas na segunda parte continuámos a acusar dificuldades na finalização, ao contrário da Eslovénia”, referiu o seleccionador nacional.

“Ao nível da construção do jogo ofensivo, melhorámos bastante da primeira para a segunda parte com a utilização do lateral direito canhoto, o que deu mais fluidez ao nosso ataque e nos permitiu situações claras de finalização, mas que infelizmente não conseguimos concretizar. Exemplo do que foi dito são os 4 livres de sete metros falhados. Por outro lado, devíamos ter tentado capitalizar com maior frequência o bom trabalho defensivo através da utilização do contra-ataque e não o fizemos, talvez fruto, um pouco, das características deste jogo”, referiu o treinador, que não deixou de destacar o bom trabalho da sua equipa: “Quero dar os parabéns aos jogadores por todo o trabalho desenvolvido e por terem sempre honrado a camisola da nossa selecção”.

Miguel Martins foi o melhor marcador de Portugal, com 7 golos marcados. O boletim de jogo pode ser aqui consultado, em anexo.

Calendário de jogos – Grupo 8 – qualificação para o Campeonato Europeu Sub20 Masculinos

1ª jornada – sexta-feira, 08.04.16

– 17h00 – Estónia : Portugal, 21-37 (8-21)
– 19h00 – Roménia : Eslovénia, 17-31 (11-14)

2ª jornada – sábado, 09.04.16

– 16h00 – Eslovénia : Estónia, 37-18 (16-8)
– 18h00 – Portugal : Roménia – 30-22 (17-11)

3ª jornada – 10.04.16

– 15h00 – Roménia : Estónia, 35-19 (15-10)
– 17h00 – Eslovénia : Portugal – 23-21 (9-9) em diferido no Porto Canal/ Andebol|TV às 21h00

Classificação Geral – Grupo 8
1º – Eslovénia, 6 pontos
2º – Portugal, 4 pontos
3º – Roménia, 2 pontos
4º – Estónia, 0 pontos

Todas as informações sobre as competições europeias podem ser encontradas em www.eurohandball.com.

Patrocinadores