Pedro Sequeira integra Grupo Técnico de Trabalho do Programa Nacional de Formação de Treinadores

PUB

Cerca de cinco anos passados sobre o início da implementação do Plano Nacional de Formação de Treinadores (PNFT), tornou-se necessário estudar os seus pontos fortes e especialmente as suas fragilidades no sentido de se proceder a uma melhor adequação do programa à realidade do sistema desportivo nacional, com maior eficiência e melhor qualidade.

Assim, após uma avaliação externa do PNFT, neste caso, através da empresa Capgemini, o Governo acolheu uma grande parte das recomendações, tornando-se agora necessário concretizá-las em propostas de alteração ao PNFT, particularmente no que respeita a questões regulamentares e, principalmente, a questões de natureza legislativa.

Neste sentido, foi entendido reunir um conjunto de peritos na matéria, constituindo um grupo técnico de trabalho para a reformulação dos referenciais de formação do Programa Nacional de Formação de Treinadores. Pedro Sequeira, vice-presidente da Federação de Andebol de Portugal (FAP) é um dos seis membros do referido Grupo Técnico de Trabalho, juntamente com Abel Figueiredo (ESEV), Arnaldo Cunha (FPF), Isabel Mesquita (FADEUP), Paulo Cunha (COP), cuja coordenação será assegurada pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude, através do Diretor do Departamento de Formação e Qualificação, Dr. Mário Moreira.

“Foi com enorme honra que recebi o convite para participar neste grupo de trabalho”, começou por dizer o vice-presidente da FAP. “É, também, o reconhecimento da tutela pela nossa modalidade e pelos nossos treinadores. É um enorme desafio ser o seu representante. Tenho expectativas que o trabalho a efetuar posso atualizar conteúdos e corrigir alguns problemas que foram aparecendo durante a implementação do PNFT”, considera Pedro Sequeira.

Patrocinadores