Carpathian Trophy 2023: Portugal esbarrou na anfitriã Roménia

PUB

Segundo jogo da Seleção Nacional no torneio romeno terminou com o placar em 32-22; Este sábado o terceiro e último jogo de Portugal será frente à Suíça, às 13h00 – hora portuguesa.

A Seleção Nacional A Feminina voltou a perder em Bistrița, na Roménia, no segundo duelo do Carpathian Trophy frente à organizadora Roménia, após o desfecho idêntico no jogo de abertura com a Áustria. Neste que foi o terceiro confronto entre portuguesas e romenas no espaço de sete meses – os dois últimos referentes à Qualificação para o Campeonato do Mundo deste ano – a seleção daquele país do Leste Europeu voltaram a ter motivos para sorrir, novamente diante dos seus adeptos.

Este sábado marca a despedida da armada lusa do torneio, com encontro diante da Suiça, agendado para as 13h00 – hora portuguesa.

7 Inicial: Isabel Góis, Carolina Monteiro, Joana Resende, Patrícia Lima, Bebiana Sabino, Luciana Rebelo e Patrícia Rodrigues.

Já com José António Silva no banco, Portugal apresentou praticamente o mesmo sete inicial face ao jogo com a Áustria, apenas com Joana Resende no lugar de Maria Unjanque e um sistema defensivo 6:0 com uma troca defesa-ataque.

A Roménia abriu o ativo aos dois minutos, no mesmo minuto em que houve a primeira exclusão da partida, para Portugal. Face à superioridade numérica, a Roménia teve mais facilidade em dilatar a vantagem até aos três golos (3-0). Aos seis, Patrícia Rodrigues assinou o primeiro golo de Portugal na partida, na transformação de um livre de 7 metros, e deu início ao que seria uma resposta idêntica da Seleção Nacional, com três golos sem resposta. Nesta altura, a Roménia teve a primeira exclusão mas não chegou a ser aproveitada pela equipa lusa, porque logo de seguida, a capitã Bebiana Sabino viu a segunda exclusão da conta pessoal e ficou condicionada para o resto do jogo, pelo que Nádia Rodrigues tomou o lugar.

Seguiu-se um período de parada e resposta, com as duas equipas a cometerem alguns erros no ataque e Joana Resende a assumir as despesas, ao assinar três golos consecutivos para Portugal. Aos 16 minutos o placar mostrava um empate (6-6) e depois da formação das Quinas ter desperdiçado várias oportunidades para passar para a frente, foi a Roménia que concretizou novo parcial de 3-0, o que motivou um pedido de time-out por parte de José António Silva, aos 19 minutos (9-6).

Após a paragem entraram Carmen Figueiredo e Constança Sequeira e o 5:1 defensivo da Roménia (que mais tarde voltou ao 6:0) continuava a causar sérios problemas ao ataque português. O cenário tornou-se profundamente complicado para Portugal. Nádia Rodrigues até marcou o primeiro golo no reatar da partida (9-7), mas durante os 10 minutos que se seguiram até ao intervalo tudo correu mal: entre remates falhados, com ou sem intervenção da guarda-redes contrária, falhas técnicas ou simplesmente o azar do jogo, o que é certo é que Portugal não marcou qualquer golo até ao descanso e viu a Roménia assinar oito, já com as influentes Crina Pintea e Cristina Laslo em campo. As duas seleções recolheram aos balneários separadas por 10 golos.

Intervalo: 17-7

A guarda redes Matilde rosa e a lateral Maria Unjanque estrearam-se no arranque da segunda parte. Durante 14 minutos, o jogo entrou numa espiral quase perfeita de golos intercalados, sempre com a Roménia a defender uma confortável vantagem, que oscilou entre os 10 e os 11 golos (24-14). Aos 50 minutos, José Antonio Silva pediu time-out já depois da Roménia ter alcançado uns inéditos 13 golos à maior (28-15) e houve melhorias até ao final, com Portugal a conseguir reduzir a diferença para 10 golos, margem que prevaleceu após o soar da buzina.

Patrícia Rodrigues assinou seis golos e, pelo segundo jogo consecutivo, foi a melhor marcadora da Seleção Nacional em solo romeno.

Resultado Final: 32-22
MVP & Top Scorer:
 Patrícia Rodrigues – 6 golos e 1 assistência

Constança Sequeira considera que a armada lusa realizou um jogo mais consistente mas não foi capaz de ultrapassar a seleção romena: “Fizemos um jogo melhor que o de ontem. Entrámos melhor, com menos nervosismo e mais unidas dentro de campo. A reta final da primeira parte foi complicada para nós, com cerca de dez minutos sem conseguir marcar e na segunda parte as coisas acabaram por se dificultar, o cansaço acumulado também não ajudou. No entanto, acho que foi um jogo muito melhor que o de ontem (frente à Áustria), com menos erros e onde mostrámos a nossa raça, luta e união dentro do campo desde o início do jogo.”

A participação lusa no torneio organizado pela federação romena termina este sábado, com um embate frente à Suíça, agendado para as 13h00 (hora portuguesa).

Carpathian Trophy 2023
Calendário:
23.11.2023 – 13h00 – Áustria x Portugal, 32-20 (16-12)
23.11.2023 – 15h30 – Roménia x Suíça, 33-28 (20-11)
24.11.2023 – 13h00 – Suíça x Áustria, 33-34 (14-19)
24.11.2023 – 17h30 – Roménia x Portugal, 32-22 (17-7)
25.11.2023 – 13h00 – Portugal x Suíça
25.11.2023 – 15h30 – Roménia x Áustria

De recordar que a Seleção Nacional A Feminina já realizou dois de seis jogos do EHF Euro 2024 Qualifiers – ambos com desfechos negativos – frente Países Baixos e Chéquia. Portugal continua na luta por um lugar no Campeonato da Europa, que se realizará na Áustria, Hungria e Suíça de 28 novembro a 15 de dezembro do ano 2024.

Patrocinadores Institucionais