Campeonato 1ª Divisão Feminina: Madeira SAD derrota Campeãs Nacionais na Luz

PUB

SL Benfica já não perdia em casa para o Campeonato 1ª Divisão Feminina desde 23 de maio de 2021, precisamente diante do rival insular; Emblema madeirense somou a sétima vitória na prova e subiu ao segundo lugar na última jornada do ano civil.

O impressionante registo invencível da equipa feminina do SL Benfica no Campeonato 1ª Divisão Feminina foi finalmente quebrado pelo Madeira SAD, depois das Campeãs Nacionais terem estado mais de duas épocas inteiras consecutivas sem conhecer o sabor da derrota na principal competição interna. Este sábado, a contar para a 10.ª jornada – primeira da segunda volta da Fase Regular e última de 2023 – a formação madeirense venceu no terreno do rival por 33-34, algo que tinha acontecido pela última vez a 23 de maio de 2021. O Jogo da Semana não desiludiu, teve emoção até ao final e o desfecho escreveu-se nos mais pequenos detalhes.

Ainda nesta ronda, o CJ Almeida Garrett derrotou o CDE Gil Eanes em Lagos, em jornada invertida (25-20) e a ADA São Pedro do Sul levou a melhor sobre a Juve Lis, em Leiria, mesmo depois de uma grande recuperação da equipa da casa na segunda parte. O duelo entre SIR 1º de Maio ADA CJB e ARC Alpendorada Heavy OJP, inicialmente agenda para as 18h00, foi adiado para as 19h45 deste sábado e decorreu no Pavilhão da Juve Lis, com a formação da Marinha Grande a levar a melhor por 31-24, já depois de ter terminado a primeira metade na liderança por 18-11.

SL Benfica – Madeira SAD

O Madeira SAD até começou com vontade de surpreende e assinou o 0-1 assumindo desde o início o sistema 7×6, mas uma primeira exclusão madrugadora para as insulares ajudou o Benfica a chegar à primeira liderança, ao 3-2. Pouco depois, o SL Benfica até chegou ao 4-2 mas o Madeira SAD, que não abdicava da superioridade numérica no ataque, respondeu com dois golos sem resposta (4-4) e mais tarde, na sequência de nova exclusão desta vez para as encarnadas, consumou mesmo a reviravolta (6-7), perto da metade da primeira parte.

As duas equipas mostravam-se eficazes e confiantes e o madeira sad teve também oportunidade para chegar aos dois golos (8-10), que foi aproveitada com sucesso, após mais uma boa combinação com a pivô Ríssia Oliveira. Com o marcador em 11-13 e face às dificuldades da equipa do Benfica em voltar à liderança, João Florêncio pediu o primeiro time-out da partida, à entrada para os últimos 10 minutos.

A paragem fez bem ao Benfica que voltou com força para concretizar um parcial de 4-0, para dar a volta às contas e se colocar  a vencer por dois golos (15-13). António florido respondeu com um pedido de time-out. No reatar da partida, inverteram-se os papéis e foi o madeira a ser mais feliz e a empatar mais uma vez o marcador (15-15).

Os primeiros 30 minutos terminaram com a equipa visitante na liderança do marcador e com seis jogadoras a dividirem o topo da lista de melhores marcadoras: Viktoriya Borshchenko, Maria Unjanque e Alexandra Shunu (SL Benfica); Maria Duarte, Neide Duarte e Ríssia Oliveira (Madeira SAD).

Intervalo: 18-19

O SL Benfica não aproveitou a superioridade numérica com que começou a segunda parte e o Madeira SAD não parou de crescer até chegar a uns inéditos quatro golos à maior (21-25), com João Alexandre Florêncio a pedir o primeiro time-out da etapa complementar. A reposta das Campeãs Nacionais após a paragem foi a pretendida para que pudessem continuar bem perto da reviravolta: um parcial de 4-1 e o marcador a voltar à diferença mínima (25-26). Pouco depois, a pivô Nádia Rodrigues assinou o 27-27 e colocou de novo tudo a zeros.

Com um forte apoio dos adeptos encarnados no Pavilhão n.º2 da Luz, o SL Benfica concretizou a tão procurada reviravolta (29-28), pelo que agora era o Madeira SAD a atravessar a fase mais delicada desde o início da partida. Mais tarde, as insulares voltaram mesmo aos dois golos de vantagem e os últimos minutos de jogo foram emocionantes, intensos e com grande incerteza quanto ao vencedor. Na reta final, o Madeira SAD falhou o ataque da tranquilidade, o SL Benfica preparou os últimos segundos em time-out para tentar agarrar o empate, mas não foi feliz e a festa foi das atletas do Madeira SAD na casa do rival. A brasileira Ana Bolzan, do SL Benfica, assinou nove golos e foi a melhor da partida.

No próximo dia 17 de dezembro, ABC UMinho e Colégio de Gaia Toyota encerram a 10.ª jornada com um duelo em atraso no Pavilhão Flávio Sá Leite, a partir das 17h00.

Calendário – Campeonato 1ª Divisão Feminina
Fase Regular – 10ª Jornada
09.12.2023 – 15h00 – CJ Almeida Garrett x CDE Gil Eanes, 25-20 (14-11)
09.12.2023 – 15h00 – SL Benfica x Madeira SAD33-34 (18-19)
09.12.2023 – 15h30 – Juve Lis x ADA São Pedro do Sul24-27 (8-14)
09.12.2023 – 19h45 – SIR 1º de Maio ADA CJB x ARC Alpendorada Heavy OJP, 31-24 (18-11)
17.12.2023 – 17h00 – ABC UMinho x Colégio de Gaia Toyota, andeboltv

Patrocinadores Institucionais