EHF Euro 2024 Qualifiers: Raio-X à Finlândia em dia de viagem

PUB

Seleção Nacional parte esta terça-feira para a Finlândia para medir forças contra uma equipa que ainda sonha com a estreia numa grande competição internacional; Portugal parte com ambição de justificar o favoritismo e ficar mais perto do objetivo.

Depois de cinco sessões de treino de pavilhão em dois dias e meio – a última das quais realizada na manhã desta terça-feira – é tempo de dar por terminado o estágio da Seleção Nacional A Feminina em território luso e dizer adeus à cidade da Maia para rumar à Finlândia, mais concretamente a Vantaa. É nessa cidade, situada a cerca de 20km da capital, Helsínquia, que mora a Energia Arena, um dos complexos desportivos mais modernos e versáteis daquele país, com capacidade para perto de 3.500 pessoas, que vai receber o jogo da 3.ª jornada do Grupo 3 do EHF Euro 2024 Qualifiers.

Uma vez que a viagem será longa e a chegada a território finlandês vai acontecer ‘fora de horas’, será apenas na quarta-feira que a Seleção Nacional vai realizar o primeiro treino de adaptação ao pavilhão, marcado para as 11h00 locais (09h00 em Portugal). Haverá ainda mais duas sessões de treino antes do encontro, que está marcado para esta quinta-feira, às 16h30 (hora portuguesa) – transmissão em direto na RTP Play.

Na comitiva lusa seguiram viagem 17 atletas, entre as quais as três guarda-redes (Jéssica Ferreira, Isabel Góis e Matilde Rosa), sendo que apenas 16 poderão ser inscritas no boletim de jogo. A jovem lateral-direita Luciana Rebelo vai permanecer em Portugal a realizar trabalho individual e específico até ao grupo se voltar a reunir, desta vez em Matosinhos, no dia 1 de março.

Um passado sem expressão e um futuro em construção

Apesar de estar situada junto à Escandinávia, uma das regiões mais conceituadas ao nível do andebol, a verdade é que a Finlândia está consideravelmente longe daquilo que as vizinhas Dinamarca, Suécia e Noruega fazem no que diz respeito ao mais alto nível da modalidade, quer no masculino, quer no feminino. A seleção finlandesa, hoje comandada por Tomas Westerlund, apenas entrou na rota das qualificações para Campeonatos da Europa em 2006 e, desde então, tem sido presença assídua nos Qualifiers, sem nunca, no entanto, ter conseguido a histórica primeira presença numa grande competição.

O contexto atual, antes do duplo confronto que se avizinha, mostra que Portugal e Finlândia têm as mesmas hipóteses de garantir vaga para o EHF Euro 2024, pelo duas vitórias são fundamentais para cada uma das seleções.

Confronto direto 

Dos três adversários do Grupo 3, a Finlândia foi aquele que Portugal defrontou mais vezes em jogos oficiais no passado, num total de quatro ocasiões, curiosamente, nenhuma em território finlandês. A primeira vez que as duas seleções cruzaram caminhos foi no ano de 1986, a contar para o então denominado Campeonato do Mundo do ‘Grupo C’ (um formato já extinto), que terminou com triunfo luso por 16-21 (8-10 ao intervalo), em Castellón de la Plana, Espanha. Cinco anos mais tarde, de novo referente à mesma competição, mas desta vez Cassano Magnago, Itália, foi a Finlândia a somar a primeira vitória de sempre diante de Portugal, por 14-16 (7-8 ao intervalo).

Foi preciso esperar 14 anos para que se assistisse a um novo confronto e este decorreu pela primeira vez em território nacional, mais concretamente em Lagos, para além de ter ditado a vitória mais expressiva de Portugal: 35-18 (17-11 ao intervalo) a contar para os Qualifiers do EHF Euro 2006.

O mais recente duelo entre Portugal e Finlândia decorreu no Funchal, a 5 de dezembro de 2010, a contar para a qualificação para o Mundial do ano seguinte e terminou numa surpreendente igualdade a 25 golos (17-11 ao intervalo). Nesse duelo, a atual capitã Bebiana Sabino (ausente devido a lesão) marcou quatro golos, tal como Maria Pereira, lateral que recentemente se despediu da Seleção Nacional.

Ones to watch

A grande maioria das atletas convocadas atua no curto campeonato local (composto apenas por seis equipas), com exceção de quatro que jogam na Suécia e uma que atua pelo Gneist, da Noruega. As três principais referências da seleção da Finlândia pertencem aos quadros de três emblemas que avançaram para a Fase Final do campeonato.

Johanna Hili, central de 29 anos, atua no SIF Håndball (Finlândia).

Ella Holopainen, pivô de 26 anos, atua no HIFK (Finlândia).

Matilda Peitsaro, lateral de 23 anos, atua no Dicken (Finlândia).

Em sentido inverso, a lateral Ellen Voutilainen, lateral-esquerda de 23 anos, que atua nos suecos do Skuru IK, é a principal atiradora da seleção nórdica e também a ausência mais significativa, devido a uma lesão no joelho.

Bilhetes já disponíveis!

A entrada é gratuita. No entanto, é obrigatório levantar os bilhetes (máximo 4 por pessoa) na receção do CDC Matosinhos, nos seguintes horários:

Não é permitida a entrada a menores de 3 anos, de acordo com a legislação em vigor.

Acreditações

Os pedidos de acreditação para o quarto encontro da Seleção Nacional A Feminina no Grupo 3 do EHF Euro 2024 Qualifiers, contra a congénere da Finlândia, marcado para o dia 3 de março, deverão ser feitos AQUI.

EHF Euro 2024 Qualifiers
Calendário – Grupo 3:
12.10.2023 – 18h30 – Países Baixos x Portugal, 38-27 (20-14)
15.10.2023 – 15h00 – Portugal x Chéquia, 26-30 (13-14)
29.02.2024 – 16h30 – Finlândia x Portugal, RTP Play
03.03.2024 – 19h30 – Portugal x Finlândia, Canal 11

O Women’s EHF Euro 2024 terá lugar em quatro cidades de três países (Áustria, Hungria e Suíça), entre 28 de novembro e 15 de dezembro deste ano e estão já qualificadas as seleções dos países organizadores, bem como a campeã europeia em título, Noruega.

GRUPO 3JVEDGOLOSDIFPTS
1. Países Baixos220069 : 40294
2. Chéquia220061 : 47144
3. Portugal200253 : 68-150
4. Finlândia200234 : 62-280

Patrocinadores Institucionais