Campeonato 1ª Divisão Feminina: SL Benfica vence primeiro Clássico da Fase Final

PUB

Encarnadas levaram a melhor sobre o Madeira SAD por 31-27, este domingo, naquela que foi a primeira derrota das insulares na prova, a contar para a segunda jornada; Campeãs Nacionais encurtaram para três pontos a distância para o líder.

A sequência vitoriosa do Madeira SAD nas provas nacionais, que se estendia desde 23 de setembro de 2023, chegou ao fim este domingo e o culpado… é o SL Benfica, neste quarto duelo da época a nível interno entre os dois principais candidatos ao título. Na Fase Regular, um empate na Luz e uma vitória fora de portas deixaram o emblema insular em posição privilegiada para chegar praticamente na máxima força à Fase Final, mas no arranque das decisões, as Campeãs Nacionais mostraram que a luta pelo título vai ser ainda mais emocionante e venceram por 31-27.

Devido à participação na EHF European Cup, o SL Benfica ainda não se tinha estreado na Fase Final, ao passo que o Madeira SAD já tinha carimbado o primeiro triunfo, na receção ao CJ Almeida Garrett, no passado dia 16 de março.

O jogo começou com uma exclusão para o Madeira SAD ainda no decorrer do primeiro minuto, para a internacional portuguesa Patrícia Rodrigues, que ajudou a que o SL Benfica respondesse com um parcial de 2-0, da autoria da brasileira Maria Eduarda Santos, ao golo inaugural, apontado pelas insulares (2-1). O conjunto que vestia a tradicional camisola amarela ainda empatou (2-2), mas o que se seguiu deixou radiantes os adeptos presentes no Pavilhão n.º2 da Luz: quatro golos sem resposta, para colocar o SL Benfica a vencer pela maior diferença, de quatro golos, aos oito minutos (6-2), na sequência de vários erros no ataque insular.

Aos 10′, a ucraniana Viktoriya Borshchenko foi excluída e o Campeão Nacional passou pela primeira situação de inferioridade numérica. No entanto, com a ajuda da guardiã Isabela Ferrarin, o SL Benfica não só manteve a baliza intacta, como dilatou ainda mais a margem, para cinco golos (7-2), pela recém-entrada Constança Esquerda. António Florido pediu o primeiro time-out do jogo aos 12 minutos. Nesta altura, o Maderia SAD já não marcava há mais de 10 minutos.

Após a paragem, as madeirenses voltaram finalmente a marcar, mas o SL Benfica respondeu com dois golos de uma assentada, para alcançar uns inéditos seis golos à maior (9-3), já para lá dos 15 minutos. De seguida, o Maderia SAD concretizou um parcial de 0-2 pela primeira vez em toda a partida (9-5)… mas a turma encarnada respondeu na mesma moeda, à entrada dos 10 minutos finais da primeira parte.

Aos 25 minutos, time-out pedido por João Alexandre Florêncio, com o marcador em 12-7, numa altura em que a eficácia encarnada tinha baixado ligeiramente face à eficiência da guarda-redes internacional lusa Isabel Góis, mas as dificuldades no ataque insular continuavam a ser evidentes e, por isso, a diferença nunca baixou para além dos quatro golos.

No regresso, o Madeira SAD conseguiu aproveitar o período menos positivo do SL Benfica no jogo para encurtar a diferença para três golos (13-10), beneficiando ainda de uma exclusão para as Campeãs Nacionais no último minuto da primeira parte.

Intervalo: 14-11

A segunda parte começou com um período perfeito de parada e resposta que durou quatro minutos, até Ana Bolzan ter desfeito a sequência para dar cinco golos de vantagem ao SL Benfica (18-13). Aos 35’ apareceu nova exclusão para a equipa da casa, a primeira da segunda metade, mas, logo a seguir, foi o Madeira SAD a passar pelo mesmo. Com um parcial de 3-1, o SL Benfica chegou aos sete golos à maior (21-14) e continuava a encontrar com alguma facilidade os caminhos para o golo, ao passo que as madeirenses ainda sentiam tremendas dificuldades em ataque organizado.

Mas sem desistir, o Madeira SAD cresceu no jogo, assinou um inédito parcial de 0-3 e voltou a trazer esperança a um jogo que parecia seguir com apenas um desfecho possível (21-17). Aos 47 minutos, João Alexandre Florêncio pediu de time-out (23-18), na tentativa de modificar algumas questões no ataque, onde o SL Benfica mostrava mais fragilidades nesta fase do encontro, mas, perto dos 54′, o Madeira SAD voltou a reduzir para quatro golos e colocou profundidade na defesa para os derradeiros minutos do encontro.

Aos 56′ eram apenas três golos a separar as duas equipas (28-25) e o treinador encarnado parou de novo a partida. O SL Benfica conseguiu resistir e uma exclusão para o Madeira SAD no decorrer do minuto 58’ condicionou a recuperação, com a festa das Campeãs Nacionais a marcar o final deste primeiro duelo de gigantes da Fase Final.

Resultado Final: 31-27

Na Ronda 3 do Grupo A, o SL Benfica vai defrontar o Colégio de Gaia Toyota e o Maderia SAD vai receber a ADA São Pedro do Sul.

Calendário – Campeonato 1ª Divisão Feminina
Fase Final – Grupo A – 2ª Jornada
23.03.2024 – 15h30 – ADA São Pedro do Sul x ABC UMinho, 27-31 (11-13)
23.03.2024 – 19h30 – CJ Almeida Garrett x Colégio de Gaia Toyota, 26-25 (16-13) 
24.03.2024 – 16h00 – SL Benfica x Madeira SAD, 31-27 (14-11)
Fase Final – Grupo B – 1ª Jornada
23.03.2024 – 17h15 – Juve Lis x SIR 1º de Maio CJB, 27-22 (17-10)
23.03.2024 – 18h00 – ARC Alpendorada Heavy OJP x CDE Gil Eanes, 20-30 (9-16)

Patrocinadores Institucionais