EHF Champions League: FC Porto termina caminhada europeia

PUB

Dragões caem diante do Orlen Wisla Plock e dizem adeus à maior competição europeia de clubes no sétimo lugar do Grupo B; Miguel Martins e Luís Frade são os únicos portugueses que seguem em frente na prova.

A derradeira jornada do Grupo B da EHF Champions League para o FC Porto jogou-se esta noite em Plock, Polónia, diante do Orlen Wisla Plock. Os Dragões sabiam à entrada para o encontro a sua missão: vencer e alcançar os Play-Offs – igualando o melhor registo de sempre no atual modelo competitivo – empatar ou perder e dizer adeus à Europa esta temporada.

De recordar que o FC Porto já alcançou os os Play-Offs por três ocasiões no atual modelo competitivo – 2019/2020, 2020/2021, e 2021/2022 – tendo na época passada terminado a sua campanha na Fase de Grupos. O melhor registo remonta a 1959/1960, há 64 anos os Dragões alcançaram os Quartos de Final, sendo na altura afastados pelo Paris UC, edição que coroou o Frisch Auf Göppingen como vencedor.

Com a derrota consentida esta noite na Polónia, os Dragões despedem-se da EHF Champions League na sétima posição do Grupo B.

7 inicial: Nikola Mitrevski, Leonel Fernandes, Pedro Valdés, Rui Silva, David Fernández, António Areia e Ignacio Plaza

Foi o pivô polaco, Dawid Dawydzik, quem inaugurou o marcador num início de jogo algo nervoso por parte de ambas as equipas. De um lado, os polacos iam explorando as relações 2×2 para encontrar os caminhos para a baliza, com destaque para o seu pivô – que assinou dois dos primeiros quatro golos do Orlen Wisla Plock – no entanto, o FC Porto tinha em Nikolaj Læsø o ‘homem golo’ que fez quatro dos quatro primeiro golos dos Dragões e manteve o marcador a zeros (4-4) à passagem do minuto sete.

O FC Porto ultrapassou com sucesso dois períodos de inferioridade numérica, no primeiro ao conseguir manter a igualdade e, no segundo, à passagem do minuto 11′, viu Rui Silva dar a primeira vantagem à formação portuguesa e Leonel Fernandes a ampliar (4-6). Pelo meio do bom momento portista, Diogo Rêma Marques foi chamado para defender um livre de 7 metros e, com sucesso, negou o golo a Tin Lucin – lateral esquerdo croata, melhor marcador do Orlen Wisla Plock.

Dois golos polacos consecutivos devolveram a igualdade ao marcador (6-6) à passagem do minuto 13′, mas Ignacio Plaza marcou na sequência e devolveu a vantagem ao FC Porto. Seguiram-se momentos de maior tensão na ORLEN Arena onde cada golo era festejado com todo o fulgor, neste jogo que era uma verdadeira final para as duas equipas. Os Dragões não deixavam os polacos alcançar a liderança – que só conheceram até ao 4-3 – e à passagem do minuto 23′ foi o camisola 23 do FC Porto, Diogo Branquinho, quem foi feliz e deu, pela primeira vez, dois golos de diferença ao marcador (11-13), obrigando Xavier Sabaté a parar o encontro.

Após a paragem técnica do Orlen Wisla Plock, Przemyslaw Krajewski – experiente ponta esquerda polaco – foi chamado à marca de castigo máximo e, desta vez, levou a melhor sobre Diogo Rêma Marques, mas Ignacio Plaza e Diogo Branquinho voltaram a brilhar e aumentaram a vantagem portista (12-15). Com quatro minutos até ao descanso, os polacos fecharam os caminhos para a baliza e bisaram, levando o resultado para a diferença mínima pela mão do central esloveno Miha Zarabec.

Intervalo: 14-15

Até foi a formação portuguesa a primeira a marcar, pela mão do internacional português Leonel Fernandes, mas três golos contra zero resultaram na cambalhota do marcador e consequente regresso do Orlen Wisla Plock ao comando do marcador. Rui Silva voltou a igualar na sequência (17-17) mas o bom momento polaco seguiu (19-17) e obrigou Carlos Resende a parar o encontro à passagem do minuto 39′. Apesar da paragem, seguiram-se alguns minutos em que as falhas assumiam o protagonismo do encontro, por parte das duas formações. Mas novo golo polaco, com a assinatura de Tin Lucin, e três golos de desvantagem (20-17) levaram Carlos Resende a solicitar a nova paragem técnica.

O técnico português lançou o 7×6 perto da entrada para os últimos quinze minutos. O FC Porto reduziu pela mão de Ignacio Plaza e, aproveitando um período de superioridade numérica, voltou a encostar o resultado à margem mínima (22-21). Michal Daszek devolveu os três golos de vantagem à formação polaca, mas apesar da liderança o técnico do Orlen Wisla Plock parou o encontro. No entanto, na sequência, foi António Areia a devolver a esperança aos portugueses (24-22), já dentro dos dez minutos finais. Fábio Magalhães e Nikolaj Læsø foram protagonistas de nova aproximação (25-24), mas o ambiente da ORLEN Arena empurrou os da casa para os dois golos à maior (27-25).

Pedro Valdés marcou, Miha Zarabec acertou em cheio no poste e António Areia devolveu o empate ao marcador, a três minutos do fim. Apesar das investidas, os polacos seguraram a vantagem mínima até ao soar da buzina.

Resultado Final: 29-28
Top Player: Nikolaj Læsø – 7 golos (78% eficácia) e 2 assistências

O FC Porto despede-se assim da EHF Champions League, ao passo que os polacos do Orlen Wisla Plock seguem para os Oitavos de Final onde terão pela frente o Paris Saint-Germain. Além dos Dragões, também RK Celje Pivovarna Laško do Grupo B terminou a sua caminhada europeia e, do Grupo A, foram o Kolstad Handbold e HC Eurofarm Pelister a dizer adeus à maior competição europeia de clubes.

Em sentido inverso, a bandeira lusa continua na EHF Champions League, representada por Miguel Martins – SC Pick Szeged – e Luís Frade – Barça.

EHF Champions League – Grupo B
1ª Jornada
14.09.2023 – 19h45 – FC Porto x Orlen Wisla Plock, 24-23 (11-13)
2ª Jornada
20.09.2023 – 17h45 – RK Celje Pivovarna Laško x FC Porto29-30 (16-9)
3ª Jornada
28.09.2023 – 17h45 – FC Porto x FC Barcelona, 30-38 (15-19)
4ª Jornada
11.10.2023 – 17h45 – Telekom Veszprém HC x FC Porto, 44-34 (22-16)
5ª Jornada
19.10.2023 – 19h45 – SC Magdeburg x FC Porto, 37-33 (18-17)
6ª Jornada
26.10.2023 – 19h45 – FC Porto x GOG, 32-31 (15-21)
7ª Jornada
14.11.2023 – 19h45 – Montpellier HB x FC Porto, 35-24 (18-13)
8ª Jornada
23.11.2023 – 19h45 – FC Porto x Montpellier HB25-29 (13-13)
9ª Jornada
29.11.2023 – 19h45 – GOG x FC Porto, 35-27 (20-12)
10ª Jornada
07.12.2023 – 19h45 – FC Porto x SC Magdeburg31-40 (16-19)
11ª Jornada
15.02.2024 – 19h45 – FC Porto x Telekom Veszprém HC, 26-40 (11-21)
12ª Jornada
22.02.2024 – 19h45 – FC Barcelona x FC Porto, 40-33 (20-15)
13ª Jornada
28.02.2024 – 19h45 – FC Porto x RK Celje Pivovarna Laško, 32-30 (14-11)
14ª Jornada
07.03.2024 – 19h45 – Orlen Wisla Plock x FC Porto, 29-28 (14-15)

Patrocinadores Institucionais