Seleção Nacional sub-18: Portugal com nota máxima no primeiro particular na Hungria

PUB

Triunfo por 26-32 no primeiro de dois testes com a congénere magiar de preparação para o Campeonato da Europa deste ano; Este sábado há novo duelo em Lakitelek, a partir das 09h00 (hora portuguesa), novamente sem transmissão.

Por esta altura, a Hungria é o epicentro do Torneio Pré-Olímpico, onde os Heróis do Mar procuram voltar a tocar o céu, como em 2021. Mas é também em terras magiares que a Seleção Nacional sub-18 Masculina está instalada em mais um momento de preparação para o Europeu da geração (que vai decorrer em agosto deste ano) e, esta sexta-feira, os comandados de Nuno Santos bateram a congénere da Hungria no primeiro de dois particulares, por 26-32, em Lakitelek – a cerca de 180km de Tatabánya.

Este sábado, a partir das 09h00 (hora portuguesa), a Seleção Nacional sub-18 Masculina voltará a entrar em campo para o segundo e último jogo particular com a Hungria.

O resumo

Diante de uma equipa húngara recheada de qualidade, Portugal entrou mais confiante e com argumentos superiores, de tal forma que, perto dos oito minutos, liderava por 2-7. Sem nunca perder o foco e com uma prestação defensiva competente, com a utilização dos sistemas 6:0 e o 5:1, Portugal saiu para o descanso na frente, com quatro golos à maior, depois de uma aproximação húngara até aos dois golos, ao 10-12, que não chegou a assustar.

Intervalo: 13-17

Na segunda parte, a equipa lusa manteve-se consistente, o que foi determinante para deixar a Hungria sem grandes soluções. Na reta final, quando o cronómetro atravessava os 50 minutos, a Hungria até se reduziu para três golos (22-25), mas uma última avalanche lusa transformada em parcial de 1-6, sentenciou a partida e fez com a margem tivesse tomado proporções maiores e inéditas até então. Os magiares utilizaram o sistema 7×6 durante cerca de 20 minutos na etapa complementar, mas Portugal soube contrariar as armas contrárias.

Resultado Final: 26-32

A principal figura do jogo foi Gabriel Sequeira, autor de nove golos, que tirou o melhor partido do espaço concedido pelos húngaros, com ações de sucesso de 1×1.

Nota máxima, foco no próximo

O líder da equipa lusa, Nuno Santos, estava satisfeito no final da partida: “Foi um jogo em que dominámos sempre do princípio ao fim. Fizemos um bom jogo na globalidade. A gestão que estava previamente planeada foi cumprida integralmente, todos os jogadores jogaram mais ou menos o mesmo tempo e o resultado, como disse, não era o mais importante, mas sim podemos vê-los neste neste contexto internacional.”

A competência defensiva poderá ter sido a chave para controlar e levar de vencido um adversário forte como a Hungria: “Ficámos muito contentes com o desempenho deles no 6:0, que era aquilo que treinámos durante este estágio, eles cumpriram, foram rigorosos naquilo que foi pedido. Depois no 5:1, que é um tipo de defesa com o qual já estamos mais familiarizados, da época anterior, também correu muito bem e penso que nessa fase do jogo foi importante para nós termos algum sucesso, porque, a partir daí, conseguimos materializar através de contra-ataques.”

Os dados para o segundo particular estão lançados: “Nós vamos procurar que [o segundo jogo] seja diferente, até porque pretendemos dar mais tempo a outros atletas. Queremos mais variabilidade defensiva e vamos ver também o comportamento deles nesses contextos. Cada jogo é um jogo mas amanhã já sabemos com o que vamos contar.”

Derrotar a Hungria em território húngaro foi uma missão cumprida com sucesso e os atletas encaram este desafio com seriedade e total compromisso. Confiança é o que não falta a este grupo de jovens internacionais lusos, afirma Nuno Santos: “Transmite-me confiança a mim e, principalmente, transmite-lhes a eles. No final do jogo foi notório, é certo que não houve uma grande festa, mas em pequenas conversas como um ou outro atleta, a satisfação era perfeitamente visível e bem, porque eles mereceram. Agora é como eu lhes disse no final do jogo, este já passou, vamos desfrutar um bocadinho e logo já temos trabalho outra vez.”

Recorde-se que Portugal ja conhece os adversários que vai defrontar no M18 EHF Euro 2024: Espanha, Áustria e Roménia, no Grupo E. O Campeonato da Europa da geração terá lugar em Podgorica, capital do Montenegro, entre 7 e 18 de agosto. Já a Hungria vai defrontar Suécia, Suíça e Israel no Grupo D.

Jogos Particulares
Calendário (hora portuguesa):
15.03.2024 – 17h00 – Hungria x Portugal, 26-32 (13-17)
16.03.2024 – 09h00 – Hungria x Portugal

De acordo com a Federação da Hungria, os dois jogos particulares não terão transmissão.

Patrocinadores Institucionais