Carpathian Trophy 2023: Portugal estreia-se esta quinta-feira

PUB

Seleção Nacional A Feminina a caminho da Roménia para a participação no Carpathian Trophy ’23 frente a Áustria, Roménia e Suíça; Joana Garcês e Naíde Gonçalves em estreia absoluta.

Portugal arranca esta quarta-feira a sua viagem até Bistrița, Roménia, onde disputará três jogos em três dias consecutivos – entre quinta-feira e sábado – frente à Áustria, Roménia e Suíça. No passado recente, a Seleção Nacional A Feminina teve um duplo confronto com a Roménia a contar para a Qualificação do IHF World Championship 2023, onde as romenas foram mais felizes nas duas ocasiões. Fora de portas, Portugal perdeu por números esclarecedores (35-20), mas em Paredes as comandadas de José António Silva acabaram por discutir o resultado (24-28), no entanto foi esse desaire que ditou o não apuramento português para o Campeonato do Mundo deste ano.

A congénere da Suíça já não cruza os caminhos portugueses desde 2010, quando houve duplo confronto para a Qualificação para o Campeonato da Europa do mesmo ano, onde Portugal saiu derrotado por 27-17 e 25-28. Já a Áustria recebeu a formação lusa em 2021 para dois Jogos Amigáveis onde as portuguesas festejaram, ambos, pela margem mínima: 30-31 e 25-26, em Viena.

José António Silva, Selecionador Nacional, reforça mais uma vez o facto deste torneio ser encarado como competição para que o grupo siga no caminho certo:

“Conforme já referimos várias vezes a participação neste torneio assume uma grande importância para o crescimento da equipa. Vamos defrontar equipas de grande valia com experiência e que nos vão colocar certamente os problemas que nós temos que começar a resolver. Apesar de termos feito apenas três treinos, foram sessões de treino produtivas onde revemos todos os pressupostos fundamentais do nosso jogo. Claro que verifiquei que algumas das situações treinadas no passado começam a surgir com maior facilidade, o que significa que em determinada medida o nosso modelo de jogo começa a ficar consolidado. Agora vamos tentar encarar estes jogos como se de competição oficial se tratasse para que possamos rentabilizar o tempo e o nosso trabalho. As jogadoras já estão alertadas para o facto de eventualmente algumas serem pouco utilizadas, outras terão uma utilização maior, mas de facto o que interessa agora e colocá-las em competição tentando recriar a pressão e a exigência da competição oficial.”

De Braga para a Seleção Principal

Além da competitividade que o Carpathian Trophy 2023 vai apresentar às comandadas de José António Silva e a importância que os jogos com adversários deste calibre têm na evolução do grupo, como afirmou o Selecionador Nacional, este torneio ficará também marcado na história e na memória de Naíde Gonçalves e Joana Garcês pois terão a sua estreia absoluta na Seleção Nacional A Feminina. Curiosamente as duas atletas do ABC UMinho terão a sua estreia esta quinta-feira, frente à Áustria, em jogo que pode acompanhar pelas 13h00 portuguesas AQUI.

A estreia de Naíde Gonçalves dentro dos 40×20 ao serviço da Seleção Nacional A está prestes a acontecer. A jovem primeira linha, que esteve presente no histórico quarto lugar conquistado no Campeonato da Europa sub-19 em julho deste ano, confessa estar a viver um sonho que há uns anos não parecia poder ser real: “Eu acho que a Naíde de há uns anos não acreditaria que hoje estaria aqui. Está a ser uma prova para mim, porque estou em contacto com muitas jogadoras experientes, estou a tentar aprender, a ver o que elas fazem bem para tentar fazer igual ou ainda melhor. Está a ser incrível, está a ser uma experiência bastante boa para mim em termos de aprendizagem.”

A jovem atleta de 18 anos, que já atua no Campeonato 1ª Divisão Feminina desde os 16 anos, acredita que ter arriscado mudar-se para Braga em 2021 foi preponderante para alcançar o lote das melhores jogadoras portuguesas: “Eu acho que dei o salto na altura certa. Sinto que se ficasse à espera do momento certo, provavelmente ia levar mais anos e não seria igual. De certeza que não ia chegar tão cedo onde estou.”

Joana Garcês vem de um cenário bastante diferente da colega de clube e seleção, tendo iniciado a prática do andebol com 15 anos e experienciado apenas um estágio nas seleções jovens, aos 22 anos consegue alcançar a Seleção Nacional A Feminina. No seu segundo estágio com a comitiva lusa mas ainda sem qualquer internacionalização, a ponta direita – que confessa traçar objetivos curtos e realistas – está satisfeita com o seu percurso e continua a sonhar com os grandes palcos: “Eu comecei a jogar com 15 anos, por isso a probabilidade de ir às seleções jovens era muito reduzida. Já entrei bastante tarde mas obviamente uma pessoa vai sempre lutando por objetivos. O meu objetivo principal não era a seleção principal, eu sempre tive objetivos mais realistas, digamos assim. Depois comecei a lutar por mais do que aquilo que estava a receber, até que chegou a altura em que a Seleção Nacional A podia ser uma possibilidade e eu comecei a investir mais nisso. (…) O meu objetivo é jogar lá fora, acho que todas as miúdas sonham com isso e eu não sou exceção. Mas tenho noção que tenho outros objetivos ainda para atingir, algumas falhas que tenho que corrigir, como a forma de rematar. Ainda não estou como quero.”

Agora, na seleção principal, Joana Garcês confessa que partilhar o balneário com referências é motivador e é aquilo que a move: “Se jogar no Campeonato 1ª Divisão Feminina já é uma realidade diferente – porque quando comecei todas as atletas eram para mim uma referência e eu era uma ‘boneca’, agora passei a estar do outro lado e é estranha essa sensação. Estar agora a partilhar o balneário com atletas que são uma referência é ainda mais estranho, mas muito motivador e é o que me faz querer lutar por mais e mais.”

Os jogos da Seleção Nacional A Feminina vão decorrer no Complexul Sportiv Teraplast Arena, em Bistrița, Roménia, e podem ser acompanhados AQUI – a subscrição do canal é gratuita durante sete dias.

Carpathian Trophy 2023
Calendário:
23.11.2023 – 13h00 – Áustria x Portugal
23.11.2023 – 15h30 – Roménia x Suíça
24.11.2023 – 13h00 – Suíça x Áustria
24.11.2023 – 17h30 – Roménia x Portugal
25.11.2023 – 13h00 – Portugal x Suíça
25.11.2023 – 15h30 – Roménia x Áustria

De recordar que a Seleção Nacional A Feminina já realizou dois de seis jogos do EHF Euro 2024 Qualifiers – ambos com desfechos negativos – frente Países Baixos e Chéquia. Portugal continua na luta por um lugar no Campeonato da Europa, que se realizará na Áustria, Hungria e Suíça de 28 novembro a 15 de dezembro do ano 2024.

Patrocinadores Institucionais