Seleção Nacional sub-18: Portugal despede-se de Moimenta da Beira com um triunfo

PUB

Final eletrizante valeu aos Lusos uma vitória tangencial no último jogo do Torneio Internacional Terras do Demo.

Depois do desaire no primeiro encontro com a congénere dinamarquesa, os pupilos de João Varejão – dada a ausência de Nuno Santos por motivos de saúde – levaram a melhor no segundo e último jogo no Torneio Internacional Terras do Demo.

7 inicial: Francisco Silva, João Magalhães, Leonardo Anastácio, Gabriel Sequeira, Rafael Vasconcelos, Raúl Soares e Artur Usatiuc

Gabriel Sequeira e Rafael Vasconcelos abriram as hostilidades e mostraram que Portugal queria retificar a derrota consentida no primeiro jogo no Pavilhão Municipal de Moimenta da Beira. Se no ataque os portugueses foram eficazes, na defesa Francisco Silva contava com o contributo dos seus colegas na defesa das redes da seleção das Quinas.

O primeiro golo dinamarquês surgiu pela mão de Frederik Rudolph, já para lá dos cinco minutos de jogo, mas a solidez defensiva lusa manteve a diferença em dois, 6-4 à passagem do minuto 10′. Até que, apesar de em inferioridade numérica, Gabriel Sequeira conquistou uma bola na defesa, que valeu a primeira diferença de três (8-5).

Sensivelmente a meio da primeira parte, Dennis Bo Jensen, técnico dinamarquês, parou o encontro depois de Gonçalo Gomes colocar o seu nome na lista de marcadores (10-7). A reação nórdica colocou o resultado na diferença mínima (10-9) e, tirando proveito de um período de superioridade numérica, os dinamarqueses igualaram o encontro, mais tarde, a 11. João Varejão solicitou o seu primeiro time-out e desenhou o golo de José Nunes, que valeu nova liderança para os portugueses.

A diferença voltou aos três golos – com o 14-11 de Leonardo Anastácio – mas uma sequência de três situações claras de golo desperdiçadas por parte dos jovens portugueses, conferiram aos nórdicos a oportunidade de aproximarem, o que se verificou pela mão de Asger Agergaard (14-13). Foi novamente o primeira linha natural de Samora Correia – Leonardo Anastácio – a finalizar e a devolver dois golos de vantagem a Portugal, antes do descanso.

Intervalo: 15-13

No regresso dos balneários, os dinamarqueses entraram melhor e, com um parcial de 0-2, recuperaram a igualdade – que não acontecia desde o 11-11 – desta feita a 15 golos. A Seleção Nacional sub-18 não deixou a cambalhota no marcador acontecer e, em sentido inverso, Gonçalo Gomes e Francisco Oliveira colocaram novamente a diferença em dois (19-17), à passagem do minuto 40′.

Bastaram dois minutos para a congénere dinamarquesa conquistar nova igualdade pela mão de Henrik Jensen (19-19), aproveitando alguns erros ofensivos por parte dos portugueses. Com uma maior assertividade ofensiva e com a ajuda de Bernardo Sousa entre os postes, Portugal reclamou para si nova vantagem de três (22-19). Com o resultado em 22-20 e praticamente com 15 minutos por jogar, Dennis Bo Jensen usou o seu segundo time-out.

Apesar da paragem nórdica, foi João Magalhães quem sorriu e devolveu a vantagem de três aos portugueses. Tiago Sousa ainda teve oportunidade para, da marca de castigo máximo, registar uma vantagem de quatro golos, mas o guarda-redes dinamarquês – Frederik Wolff – levou a melhor e impulsionou os seus colegas para nova recuperação (24-23). João Varejão parou o encontro e Portugal regressou aos três golos à maior (26-23), mas um parcial de 0-3 concluído por Simon Kristensen devolveu a igualdade ao marcador.

Tudo empatado a 27, apenas dois minutos por jogar e a Dinamarca com oportunidade para alcançar a primeira vantagem em todo o encontro. No frente a frente com o ponta direita Silas Frank, foi Bernardo Sousa quem levou a melhor. Após time-out, Gabriel Sequeira sorriu e os poucos segundos que restavam foram insuficientes para que os nórdicos conseguissem evitar a derrota.

Resultado Final: 28-27

João Varejão, técnico que assumiu os comandos da Seleção Nacional sub-18 Masculina, dada a ausência de Nuno Santos por motivos de saúde, não escondeu a satisfação no jogo desta tarde e na capacidade que a equipa teve em corrigir os erros cometidos no encontro de sexta-feira: “A nossa estratégia para o jogo de hoje foi muito bem interpretada por toda a equipa e fizemos um jogo extraordinário contra um adversário muito difícil. Conseguimos corrigir o comportamento defensivo, que ontem não tinha estado tão bem, para as situações da Dinamarca. E controlámos o jogo praticamente até ao final, foi um jogo bastante equilibrado, em que nós conseguimos ter sempre o controlo do jogo. A equipa está de parabéns pelos dois jogos que realizou mas fundamentalmente pela forma como hoje conseguiu corrigir os erros que cometeu no primeiro jogo com a Dinamarca.”

O técnico português deixou nova palavra de agradecimento ao Município de Moimenta da Beira pela organização e transmitiu a vontade do grupo em dedicar a vitória ao Selecionador Nacional, Nuno Santos: “Aproveitar para agradecer, mais uma vez, a todas as entidades a hospitalidade e as condições que nos proporcionaram para este estágio em Moimenta da Beira e todo o grupo que dedicar esta vitória ao Nuno Santos, desejando-lhe rápidas melhoras.”

A Cerimónia de Entrega de Prémios contou com a presença de Hugo Bondoso, Vereador da Câmara Municipal de Moimenta da Beira, de Mónica Gertrudes, Vereadora da Câmara Municipal de Moimenta da Beira, de Isabel Salgueiro, Assembleia Municipal de Moimenta da Beira. Por parte do clube local, Escola Prática de Andebol de Moimenta da Beira, marcaram presença Adriana Soares, José Soares e Jorge Proença. Esteve ainda presente Joaquim Escada, Presidente da Associação de Andebol de Viseu e, em representação da Federação de Andebol de Portugal esteve presente João Varejão.

Torneio Internacional Terras do Demo
Calendário:
05.01.2024 – 15h00 – Portugal x Dinamarca26-32 (15-17)
06.01.2024 – 16h30 – Portugal x Dinamarca, 28-27 (15-13)

Patrocinadores Institucionais